quarta-feira, 28 de junho de 2017

CDL Crato e parceiros lançam projeto Revitalização do Centro Comercial do Crato

Na próxima quarta-feira, às 19 horas, o Sebrae/CE, em parceria com a CDL Crato e a Prefeitura Municipal do Crato, realiza a solenidade de lançamento do Projeto de Revitalização do Centro Comercial do Crato. Na oportunidade, teremos a apresentação do case de sucesso da empresária Rosângela Macedo, de Florianópolis, mostrando os resultados do projeto semelhante que ocorreu em sua cidade.

Apresentação de Resultados

Durante os meses de abril e maio, consultores do Sebrae e estudantes do curso de Economia da Universidade Regional do Cariri (URCA) realizaram pesquisas com o lojista e os clientes, respectivamente, para traçar um panorama do comércio cratense. Os resultados desses dois estudos serão apresentados durante o evento e, ainda, uma proposta arquitetônica para o local.

O Projeto de Revitalização do Comércio do Crato está desenvolvendo durante o ano de 2017 as seguintes ações:

1. empresariais: voltadas às empresas localizadas na região que englobam diagnósticos empresariais, treinamentos, oficinas e consultorias, orientações para novos negócios, qualidade de vida, cultura, sustentabilidade e responsabilidade social, entre outros;

 2. intervenção urbanística: voltadas à melhoria dos espaços físicos urbanos, como melhoria de calçadas facilitando a acessibilidade, adequação da iluminação pública ao pedestre, segurança, limpeza etc;

3. “marketing place”: consistem majoritariamente em campanhas publicitárias com o objetivo de evidenciar e posicionar o espaço comercial trabalhado com potenciais consumidores;

4. qualificação do comerciário: voltadas para qualificação das equipes envolvidas no atendimento aos consumidores;

5. políticas públicas: incentivo e atratividade para os negócios da região, como isenções e/ou reduções de impostos, legislações específicas para atração de negócios, estímulo à geração de emprego e renda;

6. preparação e fortalecimento da governança: capacitação, workshops e missões técnicas, visando a desenvolver competências de liderança dos membros da governança e possibilitando a eles uma visão das tendências inovadoras de outros centros de referência.
 
fonte Gazeta do Cariri 

Mostra Sesc Cariri de Culturas recebe inscrições até o próximo dia 30

O Sesc recebe até o dia 30 de junho as inscrições para a 19ª Mostra Sesc Cariri de Culturas, que acontece de 10 a 14 de novembro na região Sul do estado. Grupos e artistas nas áreas das artes cênicas (teatro, circo, dança), audiovisual, artes visuais, literatura e música interessados em participar podem se inscrever gratuitamente, somente pela internet, através do preenchimento de ficha online, disponível no endereço eletrônico mostracariri.sesc-ce.com.br

A Mostra Sesc Cariri de Culturas desenvolve o processo de seleção por meio de edital e a partir da análise de uma equipe de curadoria composta por técnicos de cultura da instituição, além de artistas e profissionais de notório saber.
No campo das culturas populares, o artista ou grupo será convidado pelo Sesc, não sendo necessária a inscrição neste instrumento de seleção.

Sobre a Mostra Sesc Cariri de Culturas
Idealizado pelo Departamento Regional do Sesc Ceará, a Mostra Sesc Cariri de Culturas, palco de difusão das mais diversificadas manifestações artísticas e culturais, chega com sucesso a sua 19ª edição. A mostra cultural acontece no Cariri, que se transforma em cenário para apresentações de espetáculos de teatro, dança, exposições, shows, rodas literárias, performances poéticas e mostras de cinema e vídeo.
A Mostra não tem caráter competitivo e se apresenta como espaço de estímulo à produção nas diversas áreas artísticas, com proposta de intercâmbios interdisciplinares para desenvolvimento de projetos colaborativos nas mais variadas categorias.

SERVIÇO
Inscrições 19ª Mostra Sesc Cariri de Culturas
Período: 1º a 30/6
Confira o edital em mostracariri.sesc-ce.com.br/wp-content/uploads/2017/05/EDITAL-Mostra-Cariri-2017.pdf
Informações: inscricao@mostracariri.com.br

Governador envia Mensagem que propõe implantação da Universidade Aberta do Brasil no Ceará 

    
O governador Camilo Santana enviou à Assembleia Legislativa uma Mensagem que propõe a implantação do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) no Ceará, voltado à oferta de cursos e programas na modalidade à distância, com a criação e manutenção de Polos de Apoio Presencial. O projeto está tramitando na Casa Legislativa e deve ser votado nesta semana.
“Sabemos que somente propiciando uma educação de qualidade para a nossa população é que conseguiremos alcançar cada vez mais um melhor desenvolvimento do nosso país. A Universidade Aberta do Brasil surge como uma oportunidade de os cearenses terem acesso a um curso superior público, totalmente gratuito e de alta qualidade, sem precisar se deslocar da cidade. Trata-se realmente de um grande benefício para o nosso povo”, disse o chefe do Executivo.
Os Polos de Apoio Presencial, vinculados à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), caracterizam-se como unidades educacionais voltadas para o desenvolvimento da modalidade de educação à distância, com a finalidade de expandir e interiorizar a oferta de cursos e programa de Educação Superior no âmbito estadual, nos quais deverá haver carga horária presencial mínima, conforme a regulamentação junto ao Ministério da Educação (MEC).
O Governo do Ceará, através da Secitece, firmará acordos de cooperação técnica e convênios com universidades públicas credenciadas e autorizadas pelo MEC para ofertar cursos ou programas na modalidade à distância, ficando tais universidades responsáveis por administrar esses cursos, ficando responsável pela manutenção da infraestrutura física e de recursos humanos.
São intuitos dos Polos Universidade Aberta do Brasil no Ceará: oferecer prioritariamente cursos de licenciatura e de formação inicial de continuada para professores da educação básica; oferecer cursos superiores para capacitação de dirigentes, gestores e trabalhadores em educação básica; oferecer cursos superiores nas diferentes áreas do conhecimento; ampliar o acesso à educação superior pública; fomentar o desenvolvimento institucional para a modalidade de educação à distância, bem como, a pesquisa em metodologias inovadoras de ensino superior apoiadas em tecnologia de informação e comunicação; entre outros objetivos.
Com Governo do Estado

Forças Armadas lideram confiança da população, Congresso tem descrédito, aponta Datafolha

As Forças Armadas são a instituição em que a população deposita mais confiança no país hoje, enquanto o Congresso, a Presidência e os partidos políticos caíram em descrédito. Uma pesquisa da Datafolha apontou que 40% da população diz confiar muito nas Forças Armadas e 43% confiam um pouco. Outros 15% não confiam e 2% não souberam responder. Essa opinião ecoa mais entre os homens (49%) do que entre as mulheres (31%), entre os mais ricos (47%) e entre os eleitores do deputado Jair Bolsonaro (58%).

Fonte: Blog do Roberto Moreira

Anvisa pode liberar vacinação em farmácias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está elaborando regulamentação que trata sobre os requisitos mínimos para o funcionamento dos serviços de vacinação no país. A norma já passou por consulta pública e, se aprovada, permitirá que farmácias apliquem vacinas. Entretanto, entidades médicas temem que a resolução possa precarizar o serviço de vacinação e colocar em risco a população.

Segundo a Anvisa, a permissão para farmácias disporem de vacinas está prevista na Lei nº 13.021/2014, que trata sobre o exercício e a fiscalização das atividades farmacêuticas, e, com ela, a regulamentação vigente sobre o controle sanitário para estabelecimentos privados de vacinação, se tornou insuficiente para farmácias e drogarias.

“A fim de diminuir o risco da população brasileira frente ao possível uso e administração inadequados de um medicamento tão peculiar quanto a vacina, principalmente em estabelecimentos que não têm um histórico antigo na prática da vacinação, a Anvisa propõe norma sanitária com requisitos mínimos para a prestação dos serviços de vacinação”, diz a Anvisa, na justificativa da proposta. Atualmente, além da rede pública, somente clínicas de vacinação podem oferecer o serviço, regulamentadas pela Portaria Conjunta Anvisa/Funasa nº 01/2000.

Entre outras exigências, pela norma atual, a clínica deve ter um médico como responsável técnico pelo estabelecimento. Segundo a presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Isabella Ballalai, essa exigência é muito importante e está sendo retirada da nova proposta. “Ela tira a obrigatoriedade de maca, consultório e médico para atender evento adverso, desde o desmaio até anafilaxia. Isso não é serviço de vacinação, é aplicação de injeção”, disse ela, explicando que o médico especialista em vacinação é importante desde a triagem até o diagnóstico de reação à vacina.

A proposta de regulamentação em análise na Anvisa diz que o estabelecimento deve ter um profissional habilitado e capacitado para o serviço de vacinação. Também prevê que, em caso de intercorrências, ele deve garantir o encaminhamento do paciente ao serviço médico. E as vacinas que não fazem parte do calendário oficial do Programa Nacional de Imunizações deverão ser feitas mediantes prescrição médica.

(Agências)

Camilo anuncia Refis para multas de trânsito até 2015


Os motoristas que cometeram infrações de trânsito e foram multados até dezembro de 2015 terão a oportunidade de regularizar os débitos através de Refis, anunciou o governador Camilo Santana durante bate-papo em sua página no Facebook nesta terça-feira (27). Diretamente da França, onde cumpre agenda, o chefe do Executivo detalhou que os cidadãos com multas de cerca de R$ 4 mil (1.000 UFIRCE) poderão pagar 20% do valor para quitar a dívida. A iniciativa do Governo do Ceará estará disponível a partir do dia 3 de julho e seguirá até o final de 2017. O procedimento será feito pela internet, no site do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).
 Camilo Santana exemplificou no vídeo que, caso o motorista habilitado tenha uma dívida de R$ 1 mil, ele pagará R$ 200, com a disponibilidade de parcelar o valor em até 10 vezes. O governador expôs que o objetivo é que mais veículos estejam regularizados e licenciados no Estado. "O Refis só não valerá para seguro obrigatório ou licenciamento, mas para qualquer outro tipo de cobrança, você vai ter o desconto na dívida que tem com o Detran. Essa é uma facilidade que nós resolvemos fazer diante desse momento de crise, difícil, que a população vive. Estamos dando esse desconto", detalhou.
 Contudo, o governador observou que a medida não abranda ou estimula irregularidades no Estado, e destacou a diminuição de acidentes por meio de ações do Detran em todas as rodovias estaduais. "Graças a uma série de medidas, não só de fiscalização, mas de investimentos de segurança e estradas novas, o Ceará reduz há três anos consecutivos o número de mortes em acidentes nas rodovias estaduais. Se eu acumular os três anos, é uma redução de quase 30% comparado a 2014", disse.
 O chefe do Executivo também destacou o Programa de Habilitação Popular, por meio do qual 20 mil exames de habilitação em moto e cinco mil exames de habilitação em carro são ofertados de forma gratuita no Estado. "Quem tira a carteira de moto ainda recebe um capacete gratuito. Incluímos a carteira para carro neste ano. Estamos procurando facilitar a vida das pessoas", complementou.
(Governo do Ceará)

Agricultura Familiar é destaque


Para os organizadores, a Feceaf tem o papel de mostrar os produtos agrícolas e trazer uma mostra do que se cultiva no Interior para a Capital ( Foto: Kid Júnior )
00:00 · 28.06.2017
Iguatu. Considerado o maior evento de comercialização e exposição de produtos agrícola de base familiar do Estado, a Feira Cearense da Agricultura Familiar (Feceaf) vai ser aberta no próximo dia 30 e prossegue até 2 de julho, no Parque de Exposições Governador César Cals, em Fortaleza. Serão 350 expositores, vindos de todas as regiões do Ceará. Os organizadores esperam um público de 20 mil pessoas, nos três dias, e uma movimentação de R$ 1,4 milhão.
O evento reunirá uma diversidade de produtos orgânicos da agricultura familiar, além de exposição e venda de animais, artesanatos, funcionamento de uma casa de farinha e de um engenho, concurso leiteiro, de raça, apresentações culturais, shows musicais e uma fazendinha.
"A Feceaf vai além da comercialização dos produtos agrícolas, pois possibilita uma interação do campo com a cidade", destaca José Francisco de Almeida Carneiro, secretário de Política Agrícola da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Estado do Ceará (Fetraece). "Possibilita um intercâmbio cultural entre os moradores da Capital e os agricultores familiares do Interior", completou.
Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são os agricultores familiares responsáveis por 70% da produção que chega à mesa dos consumidores no Brasil. "O evento vem crescendo a cada ano e, nesta edição, há novidades na programação e uma elevada participação dos pequenos produtores", disse o presidente da Fetraece, Luís Carlos Ribeiro Lima.
Para o titular da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), Dedé Teixeira, a Feira representa a valorização da agricultura familiar, já que o setor, mesmo com os seis anos seguidos de estiagem, se encontra em crescimento, mediante o apoio do governo do Estado. "Implanta projetos que possibilitam a melhoria de vidas dos agricultores, que integram as políticas públicas da pasta. Apesar das dificuldades, o campo está produzindo", afirmou.
Para os organizadores, a Feceaf terá o importante papel de mostrar os produtos agrícolas e trazer uma mostra do que se cultiva no Interior para a Capital. O aposentado Francisco Mota, morador da cidade de Maranguape, participou o evento na edição passada. "Gostei muito. Comprei beiju, tomei caldo de cana e mostrei aos meus netos como se faz farinha e rapadura", contou.
Realização da Fetraece e SDA, conta com o patrocínio do Instituto Agropolos e apoio de entidades como Instituto para o Desenvolvimento da Economia Familiar (Idef), Empresa de Assistência Técnica e Estensão Rural do Cerará (Ematerce), Instituto do Desenvolvimento Agrário do Ceará (Idace), Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), Sindicatos de Trabalhadores Rurais, Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Cooperbio, Cealtru, Unicafes Ceará e Rede Cearense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Receater).
A Feceaf teve início em 2008 quando a Fetraece e a SDA fecharam parceria para o fortalecimento da produção agrícola de base familiar e cultural no campo. Neste ano, o evento completa 10 anos.
Na sexta-feira (30), a Feira será aberta ao público, às14h, com exposição, visitação e venda de produtos. A programação se estende até as 22h. No sábado e domingo, começa mais cedo, a partir das 8h.

Estado será 3º maior produtor de energia eólica em 2021

Apesar de ter sido pioneiro no setor, o Ceará ocupa hoje a quarta posição no ranking nacional

00:00 · 28.06.2017 por Bruno Cabral - Repórter
Image-0-Artigo-2261741-1
Atualmente, são 59 parques eólicos em operação no Ceará. Até 2021, serão 105 empreendimentos, atrás apenas da Bahia e Rio Grande do Norte
s9
Clique para ampliar
Quarto maior produtor de energia eólica do País, o Ceará deve chegar atingir a marca de 2,6 gigawatts (GW) de capacidade instalada nos próximos quatro anos, passando para terceira posição entre os maiores estados produtores. O incremento de 0,9 GW da matriz eólica cearense até 2021 representa um crescimento de 62% do potencial do Estado. A projeção é do Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (Cerne).
Considerando a conclusão dos atuais parques em construção e os projetos contratados nos últimos leilões de energia previstos para entrarem em operação até 2021, o Ceará, hoje com 59 parques em operação, somará até lá 105 empreendimentos, com capacidade instalada de 2.602,86 MW ficando atrás apenas da Bahia e do Rio Grande do Norte no ranking nacional.
"O setor eólico vem acompanhando com grande interesse as iniciativas que o Ceará tem empreendido para resgatar a atratividade do Estado e para criar um ambiente de investimentos favorável, principalmente através da sua federação das indústrias (Fiec) e das secretarias de governo estaduais", destaca Jean-Paul Prates, diretor-presidente do Cerne.
"O Ceará foi o pioneiro em eólicas no Brasil e tem uma situação privilegiada quanto à atração de novos investimentos no futuro", completa ele.
Além dos atuais 59 parques eólicos em operação, para os próximos anos, está prevista a adição de 0,9 GW na capacidade de geração do Estado, proveniente de 24 empreendimentos atualmente em construção, com 0,5 GW, e mais 22 parques eólicos já aprovados com construção não iniciada, com 0,6 GW, de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
Geração
De janeiro a abril, a geração eólica no Ceará foi de 465 MW médios, o que representou um crescimento de 12% na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados consolidados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). O Rio Grande do Norte, maior produtor do País, com 1.0 GW médios em 2017, registrou um aumento de 39% na produção. Em seguida aparecem os estados da Bahia com 678 MW médios (+30%) produzidos e do Rio Grande do Sul, com 533 MW médios (+9%).
No Nordeste, considerando apenas janeiro e fevereiro, a matriz eólica foi a principal fonte de energia da Região, com participação de 36,5%, segundo relatório do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão de pesquisas do Banco do Nordeste. No mesmo período, as térmicas foram responsáveis por 34,1% da matriz elétrica regional e a fonte hidráulica por 29,5%. O histórico levantado no relatório revela rápido crescimento a partir de 2014, quando a fonte eólica passou de 7,8% na geração de energia elétrica para 19,2% no ano seguinte. No final de 2016, a fonte eólica já representava 37,2% da geração regional.
Ainda segundo a CCEE, no Brasil, a produção de energia eólica em operação comercial no Sistema Interligado Nacional (SIN), de janeiro a abril, foi 30% superior à geração no mesmo período do ano passado. As usinas eólicas brasileiras produziram um total de 3.286 MW médios frente aos 2.532 MW médios gerados em 2016.
No País, a fonte eólica alcançou 5,1% de toda energia gerada no período pelas usinas do SIN. A fonte hidráulica foi responsável por 79,4% do total e as usinas térmicas responderam por 15,4% da geração no País.
Ao final de abril deste ano, havia 414 usinas eólicas em operação comercial no País, que somavam 10,5 GW de capacidade instalada, aumento de 17,6% frente às 352 unidades geradoras existentes no mesmo mês do ano passado.
Fórum
Nessa terça-feira (27) e quarta-feira (28), é realizada a nona edição do Fórum Nacional Eólico - Carta dos Ventos, organizado pelo Cerne. O evento, realizado em Natal, irá discutir as perspectivas do mercado eólico no Brasil nos próximos 10 anos, como interiorização de projetos e expectativa para o mercado offshore, além de licenciamentos e gestão ambiental de empreendimentos eólicos, penalidades previstas na operação de parques, dentre outros temas.

TJCE quer extinguir 34 comarcas vinculadas

Além disso, a proposta prevê a transferência de 26 unidades judiciárias de municípios com menores demandas

O projeto do TJCE foi apresentado em sessão da Ordem dos Advogados pelo juiz Marcelo Roseno, coordenador do Grupo de Trabalho ( Foto: Helene Santos )
00:00 · 28.06.2017 por Vanessa Madeira - Repórter
Clique para ampliar
O Tribunal de Justiça do Estado (TJCE) apresentou ontem (27), em sessão na Ordem dos Advogados do Brasil - Secção Ceará (OAB-CE), a proposta de reestruturação da organização judiciária no Estado. Envolto em discussões, o projeto prevê a extinção de 34 comarcas vinculadas e a transferência de 26 unidades judiciárias de municípios com menores demandas para cidades adjacentes. Para o TJCE, a medida deve garantir mais celeridade no julgamento de processos e redução de gastos no Judiciário estadual. Já membros da OAB acreditam que a medida pode dificultar o acesso da população à Justiça no Interior.
De acordo com a proposta, comarcas vinculadas localizadas em 34 municípios deixariam de existir e teriam seus processos encaminhados para suas respectivas sedes, onde seriam julgados pelos mesmos juízes responsáveis. No caso das transferências, as unidades suprimidas seriam incorporadas a estruturas de maior porte consideradas pelo TJCE pontos de estrangulamento, uma vez que apresentam grande congestionamento processual. Estes locais absorveriam as demandas das unidades transferidas e utilizariam a estrutura funcional para reforçar o atendimento processual.
O projeto deve seguir para análise do pleno do TJCE e da Assembleia Legislativa nas próximas semanas. Na visão do juiz Marcelo Roseno, coordenador do Grupo de Trabalho que elaborou a proposta, a medida atende a duas necessidades do Judiciário: distribuição racional dos processos e diminuição de gastos.
"Não adianta ter uma unidade que recebe 1.200 processos por ano e, a 8km de distância, uma que recebe um terço disso. Existem juízes com demandas desiguais e isso acarreta demora no julgamento dos processos", defendeu. "Além disso, quando diminui a capilaridade, obviamente há uma redução dos custos, o que atende a outra necessidade, que é a contenção de gastos", acrescentou.
Críticas
Membros do Conselho Seccional da OAB-CE se posicionaram contra a proposta de forma quase unânime. Parte dos conselheiros defendeu que a entidade ingressasse com ação judicial para tentar barrar o projeto caso seja aprovado na Assembleia Legislativa e sancionado pelo governador Camilo Santana.
Segundo o presidente da entidade, Marcelo Mota, a proposta representa retrocesso nas garantias de acesso da população à Justiça. Mota também questionou se a medida teria, de fato, repercussão significativa no orçamento do Judiciário.
"Não conseguimos enxergar o impacto financeiro que essas modificações vão ter e se elas não vão obstacularizar o acesso ao Poder Judiciário, lembrando que esse acesso está previsto na Constituição Federal", destacou. "Não podemos só pensar em Fortaleza, mas também naquele jurisdicionado que reside no interior do Estado e que poderá, nessas alterações, vir a sofrer prejuízo grande", completou. Sobre a possibilidade de ajuizar ação contra a proposta, Mota ressaltou que a ideia é "prematura" e que a entidade está disposta a dialogar com o TJCE.
Marcelo Roseno salientou que a ideia do projeto não é dificultar o acesso à Justiça e, sim, dar tratamento mais racional às demandas, promovendo celeridade. "A manutenção da estrutura que temos hoje, com instalações físicas, mas sem poder dar atendimento adequado, acaba gerando falsa sensação de aceso. A pessoa querem respostas do Poder Judiciário, não só fazer demandas", afirmou.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Após seis dias preso, humorista suspeito de agredir esposa é liberado


Como houve o flagrante da lesão corporal, ele deve responder em liberdade



Atualizada às 00h3min

Após seis dias preso suspeito de agredir a própria esposa, o humorista José Iramar Augusto Aristóteles, conhecido como Hiran Delmar, ganhou a liberdade na tarde desta quarta-feira, 21.

O POVO apurou que ele esteve no Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Fortaleza, no bairro Benfica. Conforme a fonte, no juizado houve uma audiência em que Hiran participou e a esposa também prestou depoimento.

O humorista deve responder por lesão corporal, já que houve o flagrante. O suspeito de violência doméstica deve cumprir as medidas cautelares e também uma medida protetiva, para não se aproximar da esposa. Houve um acordo.

O presidente da Associação Cearense de Humor, o comediante Lailtinho Brega, confirmou a liberação do humorista Hiran Delmar, que está em casa. Lailtinho lamentou a situação. Ele diz que as mulheres não devem perder o medo de denunciar e que a ação "deve servir de exemplo" para que haja respeito com as mulheres.


O produtor Carlos Araújo, que acompanhou o casal, disse que no momento oportuno haveria um pronunciamento oficial sobre o caso.

O caso

O humorista estava preso desde a último quinta-feira, 15. O caso de violência doméstica foi registrado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). Segundo a Polícia Civil, a prisão em flagrante foi pelos crimes de lesão corporal, além da injúria e a ameaça. O crime foi praticado no bairro São João do Tauape.

Segundo a Polícia Civil, no depoimento da vítima, os dois discutiram por telefone quando ela estava no hospital, onde levou a filha para uma consulta. "De acordo com a vítima, quando chegou em casa, o marido puxou os cabelos dela e deu dois tapas no rosto. A mulher se trancou no banheiro e ligou para a Polícia. Quando os policiais militares chegaram ao local, levaram Iramar e a esposa até a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM)", informou a Polícia Civil por meio de nota.

A companheira do humorista foi submetida a exame de corpo de delito, onde foi confirmada a agressão sofrida.

Batista Lima substitui o irmão Edson Lima em São João de Caruaru, Edson Lima passou por cirurgia


Cleiton Jarmes em 21 de junho de 2017

No último domingo (18), quem foi conferir o show da Gatinha Manhosa em Caruaru teve uma surpresa. Ao invés de Edson Lima, quem apareceu no palco foi o irmão, Batista Lima.

O gesto nobre foi em virtude do afastamento de Edson para a reversão de sua cirurgia bariátrica. Gil Lima e Valéria Cavalcanti reforçaram o time.

O show foi pura superação, já que Batista Lima subiu ao palco operado, pois teve que fazer uma cirurgia de urgência de cálculo renal e na ocasião estava com um catéter implantado entre o rim e a bexiga.

Edson Lima está recluso por conta dos preparativos para a cirurgia de reversão bariátrica.

Com Paic, em dez anos, analfabetismo cai de 32% para 0,7% no Ceará


Parceria na gestão de educação entre municípios e Estado e premiações são vistas como motivos do sucesso nos dez anos de Paic


Quando, em 2007, o embrião do que hoje é o Programa de Aprendizagem na Idade Certa (Paic) começou a ser germinado, o entendimento de que se vivia um estado de calamidade na educação ajudou a movimentar as ações que culminaram no projeto que coloca a alfabetização cearense como destaque nacional. Esta é a percepção do secretário estadual da Educação, Idilvan Alencar, relembrando que, há dez anos, apenas quatro dos 184 municípios do Estado tinham crianças em níveis adequados de aprendizagem.


“Hoje, todas as cidades do Ceará atingiram este patamar. Quando se iniciou, 32% das nossas crianças eram analfabetas, mesmo estando nas escolas. Agora, esse número é de 0,7%”, elencou o gestor, em evento realizado ontem, no Centro de Eventos, reunindo 1,6 mil gestores, diretores e professores, em alusão à primeira década de Paic. Idilvan também apontou que as 24 melhores escolas até o 5º ano do ensino fundamental e 77 das 100 melhores escolas do Brasil estão no Ceará, conforme dados do último Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), relativos a 2015.
Creditando a iniciativa ao modelo de gestão iniciado em Sobral, em 2002, o secretário diz acreditar que parceria firmada entre municípios e Estado e o sistema de premiações por resultados são parte preponderante do sucesso.
Idilvan lista como premissas do programa os mecanismos de avaliação, o material didático estruturado, a formação dos professores e uma governança de partilha entre municípios e Estado. “E isso é reforçado pela lei, que é única no Brasil, que muda o rateio do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços), em que a arrecadação do município fica vinculada aos resultados de educação e isso coloca a educação na agenda do prefeito obrigatoriamente”, detalha.
Exemplo prático foi apresentado pela titular da Secretaria da Educação de Jijoca de Jericoacoara, Edna Araújo. O Município apresentou o maior Índice de Desempenho Escolar do 9º ano (IDE-9) em 2016, e, para a gestora, isso se deve ao “comprometimento incorporado de que a educação independe de grupo politico à frente da prefeitura”.
Desafios
Com resultados expressivos do 1º ao 5º ano, a nível nacional, o desafio do Ceará é fazer com que os mesmos frutos também sejam colhidos por alunos das séries do ensino fundamental II, do 6º ao 9º ano. “(Os bons resultados) não significam que nós estejamos numa situação confortável. Nós temos grandes desafios ainda: a garantia da melhoria dos processos de aprendizagem dos jovens adolescentes e fazer com que todos fiquem na escolas, reduzir a zero o abandono escolar. Hoje, temos evidências muito sérias de que ter esses meninos fora da escola é um risco alto pra eles, para as famílias e para sociedade”, disse em discurso a vice-governadora, Izolda Cela.
DOMITILA ANDRADE


fonte O Povo

Acidente de moto deixa duas vítimas fatais na cidade de PIO IX na noite desta sexta feira 21

Maycon Brenno em 21 de julho de 2017 Na noite desta Sexta-feira (21), um grave acidente nas proximidades do Posto Fortaleza 3, em Pio IX, ...